Quero criar o meu blog de culinária. Por onde começo?


Criar o meu Blog de culinária

Criar o meu Blog de culinária

Olá como vai?
Bom se você chegou até aqui , é porque pensou “quero criar o meu blog de culinária”, certo? Pois bem, eu fiz exatamente esta pergunta há 3 anos, quando criei o Temperou.

Muita coisa mudou de lá pra cá. Principalmente, o que ele representa para mim.


No inicio, era uma brincadeira. Depois foi ficando mais sério até chegar ao patamar de projeto pessoal que cuido com muito carinho.

Neste post vou tentar mostrar o que você precisa ter em mente antes de criar um blog e depois de ler este artigo, poderá navegar por outro site completo, de um parceiro do Temperou, sobre como ganhar dinheiro de casa. Super recomendo.

Além disso, irá perceber que não se limita em apenas preparar receitas. Existem muitas outras coisas bem legais envolvidas na criação de um blog.

Não pense que as dicas são apenas para blogueiros da cozinha mas também servem para outras áreas de interesse.

Quero criar o meu blog de culinária. Por onde começo?

Primeira certeza: Tenha Paixão

Primeira coisa a deixar bem claro: Se você gosta muito de culinária, de fazer almoço com os amigos, de experimentar e inventar novas receitas, de ficar na frente do fogão várias horas, de dar prazer aos outros através da gastronomia, mas não suporta tecnologia e computador ………. Diferente do que muitos dizem por aí, eu insisto:

Crie um Blog de culinária. Kkkkkkkk

Pensou que eu iria falar outra coisa não é? rsrsrs

O principal é ter Paixão por culinária antes de criar seu blog.

Não pense em criar um Blog de culinária só para ganhar dinheiro. Vai perder seu tempo e não vai ganhar 1 centavo.
Na verdade, a parte que escrevi sobre não suportar tecnologia e computador, foi uma pegadinha para criar um clima, rsrsrsrsrs.

A questão é que muitos blogs por aí, informam ser impossível desassociar uma coisa da outra, ou seja blogar e gostar de tecnologia. Se você não suporta uma delas, acabaria se frustrando.

Realmente não tem como separar uma coisa da outra, mas hoje em dia, graças à própria tecnologia, tudo ficou bem mais fácil. Existem ferramentas muito intuitivas que facilitam demais o seu trabalho.

Vou te dar alguns exemplos:

  • Publicar no facebook e Pinterest cada uma de suas receitas
  • Postar as fotos no seu blog e também no Instagram
  • Saber que existe um novo comentário no seu post
  • ou até mesmo, mostrar as últimas receitas semana a semana

Imagine o trabalho que voce teria a cada novo post publicado?

Hoje em dia, tudo isso é automatizado. Você somente precisa saber quais ferramentas utilizar e definir as regras para cada coisa no seu blog.

 

Criar um Blog de culinária é um projeto pessoal

Ter um blog de culinária, não envolve apenas escrever receitas como no seu livrinho “véio de guerra” todo sujo de farinha . ( que por sinal tem seu valor. Eu tiro muitas idéias dos livros da minha sogra, minha mãe, esposa e etc. …)
A menos que seu blog seja acessado apenas por parentes e amigos, o seu blog de culinária deve ser bem mais que isso.

Porque deve ser muito mais que isso?

Imagine que na Internet existem milhares de cozinheiros que publicam milhares de livros de receitas, com milhares de páginas, todas elas organizadas por tipo, país, ingredientes, tempo de preparo, porções, dentre outras coisas.

Porque a sua receita, exatamente como está escrita no seu livrinho, seria acessada ou até mesmo preparada por alguém?

Mesmo aquela sua receita de Bolo de Cenoura, que faz o maior sucesso com todo mundo, precisará muito mais que a lista de ingredientes e “como fazer” para alguém encontrá-la. Preparar então , nem se fala.

Lembre-se que o maior sucesso do seu Bolo de Cenoura, só acontece depois que as pessoas provam, não é? Perceba que na internet, a “distância” entre encontrar uma receita até prová-la é imensa. A variedade de outros “Bolos de Cenoura” que parecem ser tão bons ou muito melhores que a sua lista de ingredientes é gigantesca.

Como disse antes, as receitas na internet precisam de paixão. Precisam fazer com que os leitores comam com os olhos, salivem suas bocas e despertem a vontade de preparar logo aquele Medalhão de File com Arroz Piamontese, ou aquele Risotto de Camarão com Alho Poró.

Tenha certeza, essa paixão contagia as pessoas e cria um público fiel que volta a cada dia , para se apaixonar ainda mais.

 

Outras coisas bem legais envolvidas na criação de um blog de culinária:

 

Gostar de escrever:

Se culinária é a sua primeira paixão, escrever deverá ser a segunda.

Para montar um blog, você terá que escrever muito. Digo muito, muito mesmo.

Tudo na web começa pela escrita. Mesmo que você esteja pensando em fazer apenas vídeos no YouTube, precisará de um blog com textos para divulgá – lo.

Voce deverá criar um blog com o seu jeito de escrever, dar a sua “cara”, sua forma de expressão. Aqui no blog por exemplo, eu costumo criar uma relação leve com o leitor. Faço muitas brincadeiras, conto histórias pessoais e tento descontraindo a leitura para não parecer bula de remédio.

Cozinhar é diversão e sua receita também deve ser.

Seja útil

Seu conteúdo precisa ajudar alguém, mesmo que seja uma receita culinária, um passo a passo, um DIY (Do it Yourself), uma dica ou instrução.

Se as pessoas não resolverem seus problemas com seu conteúdo, não precisarão acessar seu blog.

Tá bom vá lá, uma receita culinária não é um problema de fato mas é algo que o leitor busca aprender.

Seja útil uma vez e terá a chance de ser outras vezes.

Encher linguiça não rola, só se for para preparar uma boa feijoada. Neste caso, você estará ajudando outras pessoas a prepararem também.

Tirar muitas fotos:

Se não suporta fotografia, este não é o seu ramo.

O Peixe não morre apenas pela boca, mas  pelos olhos também. O mundo da culinária na web é cruel com as fotos porque quase toda busca por receitas no google, nos catálogos de culinária, começam pela apreciação de uma foto.

Não dizem por aí que o olho come mais que a barriga? Pois é. Isso é verdade.

Se a sua foto estiver escura, sem foco, a comida toda misturada, parecendo que dormiu no bule e saiu pelo bico, ninguém vai sentir vontade de ler o artigo, quanto mais preparar a receita.

Não precisa ser expert, comprar máquinas de fotografia caríssimas, ou lentes de R$30.000 . Bom gosto, iluminação natural e usar as ferramentas certas, inclusive com seu celular , já é mais que suficiente para tirar boas fotos.

Nunca pegue fotos por aí na internet para suas receitas.

Tire as suas próprias fotos. Além de aumentar a sua credibilidade com os leitores, pegar fotos de outros sites, dizendo que são suas é plágio.

Além disso é uma tremenda falta de respeito com o dono da foto, que deu duro para ela estar ali na web. Se usar foto de alguém, dê os créditos à esse alguém, informando o link da fonte abaixo da foto. Peça permissão para usar a foto antes de publicá-la

Nunca diga que esta foto é sua. Se fizer isso seu público irá perceber rápido e não voltará mais. Jogo muita praga para não ter sucesso nenhum!!!!!!

Testar, Testar, Testar

Não será todo filé que dará um bom post.

Não é toda feijoada que dá uma boa foto.

Não é todo bolo de cenoura que sai fofinho.

Teste as receitas até ficarem boas, até funcionarem de fato. Seus leitores querem receitas parecidas com a foto, que possam ser repetidas com o Modo de Fazer, caso contrário não voltarão ao seu blog.

Anote o passo a passo exato da sua receita. Seja rigoroso com as quantidades e tipos de ingredientes. As Notas e Dicas sobre variações também são muito importantes

Se aquele Risotto somente fica bom com arroz arbóreo, indique isso. Você não vai querer uma dona de casa com raiva, comentando no seu blog, depois de empapar o jantar de noivado da filha, vai?

Organização:

Preparar receitas, anotar o passo a passo, ingredientes, e ainda tirar fotos apetitosas demandam agilidade e principalmente organização.

Trabalhar na cozinha sem atenção, além de perigoso, pode arruinar seu prato queimando-o ou salgando-o.

Além disso, fotos de culinária devem ser tiradas com a comida fresca.

Comidas frias ressecam , perdem a cor, o brilho e criam “bolotas” de gordura nos pratos, arghhhhhhhhhh credo.

Se organize.

Pense antes de começar a preparar qualquer coisa que pode virar um Post

Há tempo hábil para fazer tudo? Tenho todos os ingredientes? O que, Aonde e como irei fotografar o prato?.

Design:

Blogs entulhados de tranqueira, com letreiros piscando, entupidos de propagandas de inúmeras cores e formas, somente afugentam o público e tiram o foco das suas receitas.

O seu blog precisa ter uma identidade visual que traduza o seu jeito de escrever, o tipo de receita que irá escolher, a sua marca e ainda , ser agradável de navegar.

Você deve manter o usuário no seu blog e não expulsá-lo de lá.

Design é responsável por fazer isso.

Escolha exemplos de blogs de culinária que te encantam e tente reproduzir o mesmo padrão de design, deixando a sua cara e seu toque pessoal

Be Social:

Redes sociais são algo fundamental em blogs de culinária.

As pessoas compartilham, gostam de mostrar aos outros as boas receitas, se sentem bem em proporcionar prazer através da gastronomia.

Igualzinho você, então use isso a seu favor. Use e Abuse das redes sociais. 

Seu blog deve ser fácil de compartilhar nas principais redes sociais. Existem inumeras ferramentas para facilitar compartilhamentos

Não uso todas as redes sociais porque não funcionam para mim. Linkedin por exemplo, eu não uso ( pra que alguém iria buscar uma receita no linkedin?????? kkkkkkkkk )

Uso as redes sociais que estão vinculadas à descontração como: Facebook, Google+, Twitter, Instagram e principalmente o Pinterest ( que por sinal é uma excelente fonte de acessos ao meu site ).  Comecei a usar agora pouco, o Yummly, específico para receitas.

Crie logo seu perfil nessas redes sociais e entenda como elas funcionam. Busque receitas nessas redes e analise como os outros fazem

Escolha um Nicho específico no mundo da culinária:

Ha?????? Que isso? Nicho???
Nicho é a área da culinária que seu Blog se especializará.

Eu particularmente gosto da culinária tradicional e receitas rápidas, mas existem inúmeras outras alternativas como:

  • culinária vegana ou vegetariana
  • sem glúten
  • sem lactose
  • dietas específicas
  • comidas típicas e regionais
  • avaliação de restaurantes
  • avaliação e sugestão de livros de culinária
  • apenas fotografia gastronômica
  • alimentação fitness e por aí vai…………
  • busque na Internet, se inscreva em outros blogs, conheça o seu nicho e

Busque na Internet, se Inscreva em outros blogs, conheça o seu nicho.

Se Apaixone por determinado assunto e vá em frente.

Tenha Paciência:

Muuuuuuuita paciência.

Tudo na Internet demora. Nada é do dia para a noite.

Obter visitas diárias, se posicionar bem no Google, conhecer seus leitores, saber o seu jeito de escrever, pegar gosto pelo blog, confiar no seu conteúdo, aprender com os próprios erros, se acostumar com o linguajar “internetês”, receber comentários, ganhar dinheiro e tudo o mais ……. vai demorar.

Demorar para mim é uma medida de meses e anos, e não dias e semanas.

Não caia no conto do vigário que diz por aí ser possível ganhar dinheiro em poucos dias na Internet.

Das duas uma: ou o dinheiro que esse vigário diz poder ganhar é o seu, ou você acabará queimando seu nome, marca e conteúdo com práticas não tão éticas  (na internet chamamos essas práticas blackhat)

 

E por último
Persistência:

Não desista nunca. Trabalhe muito, transpire bastante e assim chegará onde quer.

Você vai achar que nada dará certo, que são muitas coisas para aprender, que tudo criado por você está uma porcaria e que deveria esquecer essa maluquice de criar o meu blog de culinária.

É assim mesmo.

Passe por cima das pedras e continue a caminhada.

Como eu falei, leva tempo até você ter confiança no seu conteúdo.

Escolha um blog para se espelhar e almeje chegar no mesmo nível. Estude os primeiros posts criados e sobre o que este blog escreve. Quais seus posts mais populares.

Principalmente como este blog evoluiu mês a mês, seja na qualidade das fotos ou na forma de escrita

Você verá que este blog não começou grande e belo, mas pequeno e desengonçado.

 

Bom acho que é isso, espero que tenham gostado das dicas e principalmente que saia deste post com uma certeza: “Vou criar o meu blog de culinária !!!”

Siga em frente. Crie o seu. Tenho certeza que irá se apaixonar.

Vou postar nas próximas semanas como montar seu blog de culinária usando wordpress.com e wordpress.org.

Fique ligado, assine nossa newsletter e receba as novidades no seu email.

Até lá

 


5 comentários sobre “Quero criar o meu blog de culinária. Por onde começo?

  1. MÁRCIA ANDREZA DA SILVA SANTOS

    Amei suas dicas, estou querendo montar um blog de culinária e ao ler suas dicas, fiquei mais animada para iniciar o blog. Obrigada por compartilhar!

    1. Leo Aguiar Autor da Postagem

      Márcia, fico feliz de ter ajudado. Este é o objetivo desse blog. Criarei em breve recursos tecnicos disponíveis na Web para apoiar na criação do seu blog. Fique ligada. Abracos

  2. Pires

    Excelentes dicas, comecei, já fiz meu Blog e realmente você tem razão hoje ha uma infinidade de cursos pagos que são caros e prometem milagres em menos de um mês porem na pratica não é assim realmente é necessário muito trabalho com dedicação para se conseguir bons resultados e com qualidade.

    Obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MENU